Arte Postal





A prática da arte postal consiste em um movimento no qual o objeto de arte, sejam envelopes onde a arte aconteceu ou objetos tridimensionais, são enviados pelo correio. Há um remetente, um destinatário, e muitas mãos e olhares pelos quais a arte passa entre um e o outro.


Esta prática remonta aos artistas do modernismo e seus diferentes movimentos. O grupo Fluxos (1960) é tido como fundador da Arte Postal, mas são relevantes as cartas trocadas por artistas como Pablo Picasso (1881-1973), Henri Matisse (1869-1954), Marcel Duchamp (1887-1968), Kurt Schwitters (1887-1948), Max Ernst (1891– 976) e Francis Picabia (1879-1953); cada qual participando das propostas dos seus próprios grupos, formando suas próprias redes de interlocutores.


A partir da criação da “New York Correspondance School of Art” , pelo artista americano Ray Johnson, tem-se o emprego formalizado do correio como um veículo que serve como meio de expressão e integração cultural entre artistas das mais diversas partes do globo. O movimento está diretamente ligado às vanguardas instauradas ao longo do século XX, que começaram a lidar com a questão da transição da técnica como extensão do corpo do artista para as tecnologias que transformam configurações do imaginário e elaboram novos modos de comportamento.


Na era da comunicação instantânea e em tempo real através da internet, o gesto de escrever cartas ganha um ar de saudosismo poético. O cuidado com a escrita, a textura e as cores do papel, o formato do envelope, fazem uma ação outrora comum assumir status de arte; uma arte que se movimenta através de redes de cartas elaboradas com preocupações estéticas, trocas de fotografias, selos, carimbos, objetos, colagens postais e envelopes.


A possibilidade de expressão criativa de cada um de nós cabe no fazer de uma arte postal. Sair de casa, da escola, faculdade ou do trabalho, deslocar-se até o correio, enviar a carta. Aguardar uma resposta por dias que talvez chegue, que talvez não. A experiência da arte postal possibilita um outro itinerário sensorial na nossa relação com o tempo cotidiano. É como cozinhar uma comida bem diferente daquela que vem semi-pronta em um pacotinho. Aqui escolhemos com cuidado cada ingrediente, cada tempero. É como inspirar e expirar profundamente.


Na formação em arteterapia experimentamos este tempo do confeccionar e enviar cartas entre alunos e professores. Alguns de nós revisitaram o tempo mágico em que mandávamos e recebíamos cartas. Outros, mais jovens, enviamos e recebemos pela primeira vez uma carta... um envelope era um objeto de estranhamento total. Agora estamos experimentando enviar arte postal para outras pessoas como colegas, profissionais das nossas áreas de atuação (humanidades, saúde e artes), bem como a desconhecidos.

 Nossas fontes de endereços são a lista telefônica, através da qual selecionamos “pessoas para arte postal” por critério profissional como mencionamos ou por outros critérios de escolha como por exemplo os 10 primeiros nomes iniciados pela letra S na cidade de Fortaleza; listas de endereços de estudantes coletadas nas universidades por alunos e monitores do curso de formação em arteterapia e endereços de colegas mais próximos e amigos que coletamos sem explicar o motivo. Acreditamos que, quer cheguem respostas pelo correio, quer não, se a chegada de uma arte postal causou algum pequeno desvio no percurso cotidiano daquele que recebeu já valeu a pena.


Se você está aqui porque recebeu uma arte postal, um novo itinerário no seu dia já aconteceu!


Arte Postal, para nós, é uma possibilidade de Encontro.

 
Cristiana Moura
Psícóloga / artista plástica


Para saber mais sobre os artistas citados:

 


http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm


Para saber mais sobre Arte Postal:

 
http://www.trilhas.iar.unicamp.br/artepostal/artepostal.htm
Se você encontrou este blog e chegou no fim da nossa postagem sobre arte postal e ainda não experimentou esta “brincadeira” talvez seja a hora de parar, criar e ir até o correio.

Um comentário:

Tânia Yuri disse...

muito legal!!! Começo a fazer uma oficina de Arte Postal na próxima sexta... entrei no seu blog para entender um pouco mais e gostei do que li! Foi muito esclarecedor e instigante... não vejo a hora da oficina começar!!! Obrigada...
se quiser, faça-me uma visita: http://yuriartecultura.blogspot.com/
ou
http://yuriliterartes.blogspot.com/
Até...

Postar um comentário